Compartilhe Compartilhe no FacebookCompartilhe no InstagramCompartilhe no TwitterCompartilhe no LinkedinCompartilhe no RedditCompartilhe por E-mailCompartilhe por Facebook MessengerCompartilhe postando em seu blogCompartilhe no VKCompartilhe no WhatsappCompartilhe no Pinterest
Siga-nosSiga-nos FacebookSiga-nos no InstagramSiga-nos no PinterestSiga-nos no SpotifyAssine nosso canal no Youtube

Artigos 36

Artigos sobre Tecnologia

Criptomoedas Promissoras

Por 36Linhas

todas as criptomoedas

Para ajudar você a investir e ou minerar criptomoedas é preciso entender alguns aspectos primordiais das criptomoedas, este artigo oferece informações extraídas do Guia Criptomoedas.

Aborda a história e como começar para a mais eficiente prática no gerenciamento de carteiras de criptomoedas de forma inteligente, simples e prática.

A história

As criptomoedas foram criadas como um ativo digital, projetado para funcionar como um meio de troca de valores que usa criptografia para controlar sua criação e gerenciamento, em vez de depender de autoridades de bancos centrais dos paí­ses, que em última análise controlam a produção e distribuição das moedas e consequente valor de mercado.

Os primeiros relatos sobre moedas virtuais surgiu em 1998, através de um engenheiro da computação chinês chamado Wei Dai que publicou uma descrição do que chamou de "Dinheiro B", segundo ele, um sistema eletrônico e anônimo de pagamento. Ainda no final da década de 90, Nick Szabo criou o "Bit Gold".

O Bit Gold era um sistema de moeda eletrônico que exigia que seus usuários para terem acesso ao Bit Gold concluissem uma função gerada, então os resultados eram calculados, criptografados e publicados.

No entanto a primeira criptomoeda descentralizada, só foi criada em 2009 por Satoshi Nakamoto, pseudônimo utilizado pela pessoa que criou a moeda virtual, com o nome de Bitcoin.

Todas as Criptomoedas

Apresentei algumas criptomoedas no tópico História, e aqui relaciono e apresento todas as principais criptomoedas. Existem 98 criptomoedas, até o momento (2018), mas a tendência é de que surjam outras, inclusive moedas virtuais de governos e de empresas, sim empresas já estudam a criação de suas próprias moedas. O critério é baseado na relevância e penetração de mercado. São 20 criptomoedas.

BITCOIN

Bitcoin é uma moeda virtual e foi inventada por uma pessoa ou grupo de pessoas desconhecidas porém, usando o nome Satoshi Nakamoto e lançado como software de código aberto em 2009. Sendo hoje a maior referência em moedas virtuais e possuindo um dos maiores valores de mercado, apesar das grandes oscilações. Bitcoin, tem uma oferta total fixa de 21 milhões de unidades.

ETHEREUM

Ethereum foi inicialmente descrita em um white paper redigido por Vitalik Buterin, um programador envolvido com a Bitcoin Magazine, no final de 2013. O objetivo foi o de construir aplicações descentralizadas, que aliás foi o plano original que descrevi no tópico História. O desenvolvimento formal do projeto de software Ethereum começou no início de 2014 por meio de uma empresa suíça, Ethereum Switzerland GmbH (EthSuisse). Segundo um índice compilado pelo governo chinês Ethereum é o maior blockchain público das moedas digitais e o bitcoin é o 13º.

XPR

XPR foi criada com o objetivo inicial de ser uma alternativa a Bitcoin. Surgiu a partir do sistema Ripple, ele é basicamente um sistema de liquidação bruta em tempo real, troca de moeda e rede de remessa de valores. O Ripple acabou fornecendo a base para a criação da XPR.

EOS

O EOS foi criado a partir do blockchain EOS. Ou seja, o blockchain usado por muitos players, considerado um blockchain extremamente poderoso e escalável, acabou fornecendo a base para a criação da criptomoeda de mesmo nome. Surgiu na Inglaterra em meados de 2018.

BITCOIN GOLD

Bitcoin Gold é um fork (bifurcação – geração de versão baseada num código original ou inicial) da Bitcoin original. Esta criptomoeda funciona da mesma forma que a original, no entanto, justica-se tecnicamente, que seja um aprimoramento da bitcoin original.

DASH

A criptomoeda foi lançada em janeiro de 2014 como 'Xcoin' por Evan Duffield, como um fork do protocolo Bitcoin. É um altcoin e em seus primeiros dias foi dito que havia sido criada somente para especulação. Ela foi rebatizada como Darkcoin, que muitos julgavam que era usada na dark web (não queira saber o que é). Então para não ser vista erradamente foi rebatizada com o nome de Dash.

LITECOIN

A Litecoin foi fundado por Charlie Lee em dia 7 de outubro de 2011. Ela é uma criptomoeda sustentada por uma rede peer-to-peer (P2P) e um projeto de software livre lançado sob a licença MIT. É tecnicamente semelhante a Bitcoin. O propósito da criação da Litecoin foi o de aprimorar o modelo da Bitcoin. Ela oferece três diferenças fundamentais. 1) Tempo de geração de bloco: 2,5 minutos, contra 10 minutos da bitcoin; 2) Oferecerá 84 milhões de litecoins, quatro vezes mais do que a Bitcoin; 3) Seu algoritmo bloqueia mineração irregular.

QTUM

Qtum surgiu para desafiar a plataforma dominante da atualidade, a Ethereum. Qtum (pronuncia-se Quantum) apesar de surgir como alternativa a Ethereum ela é compatível com Ethereum. Ao contrário da Ethereum, ela oferece escalabilidade, e um blockchain subjacente diferente. O projeto pretende se tornar o “blockchain público para negócios”, levando sua tecnologia para serviços financeiros, gerenciamento da cadeia de suprimentos, mídia social, jogos e outras indústrias no futuro. Surgiu oficialmente em 2017.

No Guia Criptomoedas tem muito mais criptomoedas.

A ou o Bitcoin (prefiro a) como você já viu no tópico História não foi a primeira moeda virtual, no entanto das quase 100 criptomoedas existentes (várias outras a caminho), é a mais transacionada. Existem mais sites, operadoras, mineradores particulares e corretoras lidando quase que exclusivamente com bitcoin. Se você busca investir, comprar, receber, enfim se envolver com operações em criptomoedas, a bitcoin parece ser a opção mais conhecida e documentada.

Eu recomendo duas seleções de sites nos tópicos Serviços e Consulta no Guia Criptomoedas que irão ajudar você a fazer as melhores escolhas e entrar de vez num mercado que não tem volta e que estará presente nas vidas de todos nos próximos anos.

Mercados

Várias pessoas já me perguntaram coisas como:
É seguro ou é golpe?
Porque eu iria comprar criptomoedas?
Qual a vantagem em relação a bitcoin e comprar dólares por exemplo?
O que eu vou fazer com estas moedas virtuais?
É importante entender que hoje criptomoedas são mais como um novo sistema de pagamentos.

É um investimento como outro qualquer. As moedas virtuais estão num processo de aceitação pelos mercados, o que significa que o varejo já começa a aceitar as criptomoedas em troca de mercadorias.

É seguro? Sim.
Os mercados mundiais começam a adotar as criptomoedas para todo o tipo de operação, então é só uma questão de tempo para que criptomoedas se tornem uma commodity, ou seja, algo como dólares, ações, café, açucar etc.

No Brasil já existem empresas de segmentos de mercado variados que já adotam as criptomoedas.
Porque?
Como não há intermediários, as transações com criptomoedas são substancialmente mais baratas e mais rápidas do que os modelos de pagamento tradicionais.
É um processo sem volta, mas observe que menciono a palavra processo, isto quer dizer que levará um bom tempo para que criptomoedas sejam plenamente adotadas.

Mas como começar?

Primeiro acesse o site Bitcoin org e crie uma carteira virtual.
https://bitcoin.org/pt_BR/escolha-sua-carteira

No entanto existem vários tipos de carteira então recomendo o tutorial abaixo
https://www.criptomoedasfacil.com/carteira-bitcoin-livro-definitivo-para-sua-carteira-digital-passo-a-passo/

Para escolha de softwares recomendo Electrum uma carteira desktop compatível com os sistemas Windows, Linux, Mac e Android.

https://electrum.org/#home

Recomendo um tutorial muito bom sobre o Electrum
https://www.criptomoedasfacil.com/como-criar-uma-carteira-bitcoin/

Para saber mais conheça

Guia de criptomoedas

Guia de Criptomoedas

Este guia foi criado para ajudar você a investir e minerar criptomoedas. Oferece técnicas, meios e ferramentas para a melhor e mais eficiente prática no gerenciamento de carteiras de criptomoedas de forma inteligente, simples e prática. O guia abrange desde tipos de criptomoedas, como bitcoin, passando por como comprar e vender, como minerar, mercados, como investir, indo até os aspectos sobre segurança. Oferece ainda serviços e uma lista para consulta baseada em links valiosos. Seu guia de referência e consulta.



Escolha a opção:


ou

O que é PMBOK

Por Ricardo Garay

principios do PMBOK

É fundamental destacar que, metodologias e ferramentas são passos seguintes, não iniciais, o primeiro é avaliar e pensar um projeto, sem isto não há projeto bem executado. Mas ter um guia poderoso para ajudar em todos os processos que envolvem o gerenciamento de um projeto é muito importante, no caso de se ter um que é referencia mundial como o PMBOK (Project Management Body of Knowledge), é mais seguro ainda.

Ele é usado por empresas de todos os portes e setores da economia e se aplica a qualquer tipo de projeto. Como ele lida com conceitos abrangentes é aplicado também em TI. Vamos ver nas páginas seguintes um resumo do conteúdo oferecido no PMBOK (são mais de 600 páginas resumidas em pouco mais de 70 páginas).

Recomendo que faça o download do Manual de PMBOK ou adquira Princípios do PMBOK para que você possa fazer uso desta ferramenta de forma mais eficiente (principalmente se busca a certificação PMI). O extenso e detalhado glossário dele, deve ser uma fonte de consultas em caso de dúvidas.

Um dos maiores benefícios deste livro é a economia de tempo que gera por ser a compilação do manual de PMBOK de mais de 600 páginas e pouco menos de 100 páginas.

A seguir você terá acesso a alguns dos principais conceitos abordados no livro Princípios do PMBOK. Estruturei não em capítulos, mas em principais conceitos abordados. Você irá perceber que alguns grupos de conceitos serão maiores e outros menores, isto se deve ao fato de eu ter decidido organizar estes grupos de conceitos por assunto.

Para certificações acesse o capítulo brasileiro do Project Management Institute PMI https://brasil.pmi.org/brazil/AboutUS/WhatisPMI.aspx

Principais conceitos 1

Elaboração progressiva

A elaboração progressiva é uma característica de projetos que integra os conceitos de temporário e exclusivo.
Elaboração progressiva significa desenvolver em etapas e continuar por incrementos.
Por exemplo: o escopo do projeto será descrito de maneira geral no início do projeto e se tornará mais explícito e detalhado conforme a equipe do projeto desenvolve um entendimento mais completo dos objetivos e das entregas.

Projetos x Trabalho operacional

As organizações realizam um trabalho para atingir um conjunto de objetivos. Em geral, o trabalho pode ser categorizado como projetos ou operações, embora os dois ocasionalmente se sobreponham. Eles compartilham muitas das seguintes características:
Realizados por pessoas
Restringido por recursos limitados
Planejado, executado e controlado.
Os projetos e as operações diferem principalmente no fato de que as operações são contínuas e repetitivas, enquanto os projetos são temporários e exclusivos.

Gerenciamento de projetos

O gerenciamento de projetos é realizado através da aplicação e da integração dos seguintes processos de gerenciamento de projetos:
Iniciação;
Planejamento;
Execução;
Monitoramento e controle;
Encerramento.

Projetos e planejamento estratégico

Os projetos são um meio de organizar atividades que não podem ser abordadas dentro dos limites operacionais normais da organização. Os projetos são, portanto, frequentemente utilizados como um meio de atingir o plano estratégico de uma organização seja a equipe do projeto formada por funcionários da organização ou um prestador de serviços contratado.
Projetos são autorizados a partir das seguintes considerações estratégicas:
Uma demanda de mercado;
Uma necessidade organizacional;
Um avanço tecnológico;
Um requisito legal.

O gerente de projetos é a pessoa responsável pela realização dos objetivos do projeto. Gerenciar um projeto inclui:
Identificação das necessidades;
Estabelecimento de objetivos claros e alcançáveis;
Balanceamento das demandas conflitantes de qualidade;
Escopo;
Tempo e custo;
Adaptação das especificações.
Adaptação dos planos e da abordagem às diferentes preocupações e expectativas das diversas partes interessadas.

Áreas de especialização

Grande parte do conhecimento e muitas das ferramentas e técnicas usadas para gerenciar projetos são exclusivas do gerenciamento de projetos, como estruturas analíticas do projeto, análise do caminho crítico e gerenciamento de valor agregado. No entanto, o entendimento e a aplicação do conhecimento, das habilidades, das ferramentas e das técnicas amplamente reconhecidas como boa prática, não são suficientes isoladamente para um gerenciamento de projetos eficaz.

Para saber mais conheça

Princípios do PMBOK

Princípios do PMBOK

Este e-book foi preparado para quem quer adotar a metodologia PMBOK em seus projetos, mas não tem tempo para absorver quase 700 páginas do manual. Em pouco mais de 70 páginas é possível assimilar os conceitos que tornam esta metodologia um meio eficaz de gerenciamento de projetos. Acompanha um modelo de projeto e uma planilha de custos modelo.



Escolha a opção:


ou

Microsoft Visio

Por Ricardo Garay

aprender-visio

Visio é um programa de desenho e diagramação que ajuda a transformar todo tipo de conceito em uma representação visual. Visio fornece-lhe formas pré-definidas, símbolos, planos de fundo e bordas. Em sua interface intuitiva basta arrastar e soltar elementos em seu diagrama para criar uma ferramenta ou recurso profissional.

Com Visio é possível esclarecer o que funciona e o que não funciona no fluxo de informações e de tarefas da equipe, analisar problemas e identificar áreas que podem ser melhoradas. Também é possível documentar soluções para esses problemas, explicando as etapas nos processos, com o nível de detalhes que você julgar necessário. Com Visio você pode ilustrar processos empresariais com fluxogramas que podem facilmente analisar todos os processos empresarias rapidamente.

Usando o Visio, você pode ir mais além ainda com seus diagramas, pois consegue facilmente conectá-los aos dados armazenados em sistemas múltiplos a fim de analisar e obter uma visão de informações complexas. Você pode também usar muitos dos recursos novos e aprimorados no Visio para se comunicar mais efetivamente, criar diagramas com aparência mais profissional e atingir públicos mais amplos.

Visio é uma solução de diagramação avançada que pode ajudá-lo a simplificar, conectar e compartilhar informações. É ideal para profissionais de TI, desenvolvedores e pessoas em outras funções (como funções de processo de negócios, RH [Recursos Humanos] e administração) que precisam interpretar atualizar compartilhar informações complexas sobre processos, infraestrutura e aplicativos.

O Visio fornece ferramentas poderosas para criar diagramas gráficos e trabalhar com dados sem a necessidade para habilidades técnicas ou artísticas avançadas. Se você estiver criando um gráfico organizacional, um diagrama de rede ou um diagrama de processo poderá criar os gráficos desejados de formatos pré-desenhados. O Visio também contém dúzias de estênceis e modelos, como para: projeto de datacenter, engenharia, gerenciamento de operações, projeto de sistemas, planejamento de segurança, projeto de aplicativo, projeto de site e muito mais.

Com Visio e suas ferramentas intuitivas você pode produzir diagramas, fluxogramas, organogramas e pode ainda criar outros tipos de diagramas, tais como mapas e gráficos, cronogramas e mesmo diagramas web. De fato você pode descobrir com o uso, diversas outras aplicações para o Visio, como planejar a arquitetura de informação de um website, ou ainda, montar o planejamento de projeto de forma totalmente gráfica.

Organizações usam o Visio

Diferentes clientes ao redor do mundo e em vários setores utilizam o Visio para economizar tempo, superar diversos desafios e criar valor para suas organizações. Talvez um desses clientes lhe sirva de inspiração ou dê alguma ideia de como sua organização pode usar o Visio.

O Visio é uma ferramenta universal de desenho que pode beneficiar praticamente qualquer um que precise criar diagramas para capturar e compartilhar informações sobre processos, infraestrutura ou aplicativos. Por exemplo, o Visio pode ajudar profissionais de TI a criarem diagramas relacionados a projeto de sistemas, projeto de aplicativos, engenharia de sistemas, planejamento de espaço, instalação, solução de problemas, manutenção, gerenciamento de ativos, suporte técnico, operações de TI, processos de negócios e muito mais.

Se os seus diagramas forem técnicos ou orientados para negócios, você encontrará um conjunto abrangente de ferramentas de diagramação para ajudar a tornar informações complexas mais fáceis de entender e analisar. Além disso, você pode vincular os diagramas do Visio a diversas fontes de dados para fornecer visualizações avançadas em tempo real.

Para saber mais conheça

Aprender Visio usando

Aprender Visio usando

Este livro oferece em 13 capítulos com mais de 110 páginas e quase duzentas imagens uma forma visual, dinamica e fácil de aprender a usar de forma profissional o Visio, programa de diagramas para Windows da Microsoft. Com ele você poderá gerar diagramas de diversos tipos, como organogramas, fluxogramas, modelagem de dados, diagramas de redes, plantas baixas, esquemas de projetos e muito mais. Acredite, sua criatividade será o limite.



Escolha a opção:


ou



Conheça nossos produtos baixando o catálogo clicando ao lado catálogo trilingue geral da 36linhas


SUBIR PARA O TOPO